1.   
    Home
  2.  > 
    Descubra
  3.  > 
    Os inúmeros testes que asseguram a qualidade

Descubra 15/03/2020

Os inúmeros testes que asseguram a qualidade

Desde o processo de desenvolvimento, os carros da HMB passam por inúmeros testes - tudo para que eles cheguem impecáveis à sua garagem

O rígido controle de qualidade é um dos pilares do trabalho da Hyundai Motor Brasil e, para garantir que Creta e HB20 Nova Geração cheguem até a sua garagem em forma impecável, todos os automóveis produzidos - sem exceção - são testados após deixarem a linha de montagem da fábrica em Piracicaba (SP). No entanto, esse é apenas a etapa final de inúmeras avaliações e checagens que são feitas desde o início do processo de desenvolvimento. Por exemplo, antes mesmo dos primeiros protótipos ficarem prontos, os motores já começam a rodar em bancada, em um equipamento chamado dinamômetro. Nele, o motor é acionado e funciona como se estivesse montado no carro, controlado e monitorado por um computador. Começa aí o trabalho de calibragem dos propulsores, buscando sempre o máximo de confiabilidade, potência, economia de combustível e suavidade nas respostas. Para se ter uma ideia do rigor dessas avaliações, em um dos testes o motor é mantido em regime máximo de aceleração e carga, ininterruptamente, durante 300 horas - nada menos que 12 dias e meio.

Maratona

Muito antes do modelo ser vendido nas concessionárias, vários protótipos são construídos para testes e avaliações. E muitos deles são designados para uma verdadeira maratona - que, em alguns casos, pode chegar a mais de 100 mil quilômetros. É o chamado teste de durabilidade, em que os carros rodam por uma elevada quilometragem, submetidos aos diferentes tipos de piso e condições climáticas que as cidades brasileiras possuem. Ao final, todos os veículos são inteiramente desmontados, para uma meticulosa avaliação de todos os seus sistemas e componentes. Durante o desenvolvimento do HB20 Nova Geração, por exemplo, foram 26 unidades que percorreram 1,5 milhão de quilômetros ao todo. Vinte delas rodaram mais de 1 milhão de quilômetros na região Sudeste, 2 andaram 200 mil km no Nordeste e outros 4 percorreram 300 mil km na pista de testes da Hyundai Motor Company na Califórnia, Estados Unidos.

Detalhes especiais

Ainda durante a fase de desenvolvimento, muitos outros testes são realizados. Um dos mais curiosos é o ensaio de flamabilidade, em que pedaços de partes internas do acabamento do veículo, como bancos, tapetes e forrações são expostos a chamas, avaliando quanto tempo cada um dos materiais leva para pegar fogo. Isso garante que só sejam usados materiais seguros, que demorem para entrar em combustão, para evitar acidentes com bitucas de cigarro ou isqueiros. O Brasil é um país de dimensões continentais e apresenta grandes variações climáticas - com lugares que são registradas temperaturas abaixo de 0º C no inverno e outras em que, no verão, é comum a barreira dos 40º C ser superada. Há ainda regiões de elevada umidade e outras quase semiáridas. Por isso, o trabalho da equipe do Laboratório de Materiais do Departamento de Qualidade Assegurada é tão importante. Uma câmara especial simula condições climáticas extremas - como elevada incidência de raios solares infravermelhos, elevada umidade e temperaturas de até -40º C. Dessa forma, a Hyundai consegue garantir a durabilidade dos mais variados componentes - maçanetas, botões do painel, mecanismo de ajuste dos bancos, tampa do porta-luvas, dentre outros - mesmo sob condições extremas.

Durante a produção

Para garantir a qualidade de construção de Creta e HB20 Nova Geração, depois que a produção é iniciada, alguns testes são realizados com regularidade. Por exemplo, regularmente é feita a verificação do sistema de vedação - apelidado internamente de “teste do biquíni”. Equipado apenas com banco do motorista, painel, volante, pedais e câmbio, o carro é colocado em um tanque com água até a metade das portas, para certificar que não há nenhum tipo de infiltração de água. Em outro teste, chamado “Tear Down” (desmontar, em inglês), todos os meses uma carroceria é aleatoriamente selecionada na linha de produção para que seja feita a verificação da qualidade dos mais de 5 mil pontos de solda. Em um trabalho minucioso, que demora um mês, cada um desses pontos de solda é rompido manualmente e avaliado - checando se estão dentro dos padrões de qualidade estabelecidos pela Hyundai.

Avaliação final

E, como vimos no início, cada um dos HB20 Nova Geração e Creta que deixam a linha de produção vão imediatamente para a pista de testes. Localizada dentro da planta em Piracicaba, o traçado de 2,8 quilômetros é especialmente desenhado para avaliação dos veículos. Os carros rodam nas mãos de pilotos especializados, especialmente treinados para detectar até pequenas alterações no motor, câmbio, direção, suspensão, freios ou carroceria. São 15 diferentes tipos de piso, incluindo trechos com buracos, paralelepípedos, areia e partes não asfaltadas. Há ainda lombadas, subidas (onde o assistente de partida em rampa é posto à prova) e descidas íngremes, além de um trecho de reta de chapa metálica, de baixa aderência, especial para testar o sistema de freios ABS. Todo esse rigor com a qualidade é que viabiliza a garantia de cinco anos, sem limite de quilometragem para pessoa física, dos carros da Hyundai Motor Brasil. É o tipo de coisa que só quem confia plenamente na qualidade de seus produtos pode oferecer.

Clique e saiba tudo sobre garantia.

Sigam as nossas redes:

Veja também