1.   
    Home
  2.  > 
    Hyundai Explica
  3.  > 
    O que é injeção direta e indireta? Conheça as principais diferenças

Hyundai Explica 23/04/2021

O que é injeção direta e indireta? Conheça as principais diferenças

insulfilm permitido por lei
Imagem de um motor TurboGDI

Os motores automotivos têm se tornado cada vez mais complexos. Porém, não se trata apenas da implementação de novos recursos, pois existem variações de uma mesma tecnologia, como é o caso da injeção direta e indireta. Conhecer um pouco mais sobre os sistemas do motor é muito importante para que, na hora da escolha, você saiba quais modelos atendem suas necessidades. Como o sistema de injeção impacta diretamente o consumo e desempenho do automóvel, preparamos este artigo para falar sobre ele. Se você tem dúvidas sobre as diferenças entre injeção direta e indireta ou se não sabia que existiam essas variações, vai gostar das informações. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

O que é o sistema de injeção do carro?

Os modelos de automóveis mais antigos eram equipados com carburadores para fazer a dosagem do combustível para se obter a relação ar/combustível na câmara de combustão do motor. Com o surgimento de novas tecnologias e a popularização das soluções eletrônicas, esse sistema se tornou obsoleto. Ele foi substituído pela injeção eletrônica, que faz um controle mais eficaz através de sensores e atuadores da quantidade de combustível disponibilizada para a relação ar/combustível e posteriormente queima. Com isso, é utilizado apenas a quantia necessária para atender a demanda de potência, alcançando uma economia maior. Mas o interessante dessa tecnologia é que ela vai além da economia de combustível. A injeção eletrônica também permite ao motor um desempenho mais satisfatório, em todas as faixas de rotações. Assim, ele responde melhor, com mais agilidade e elasticidade, oferecendo um bom tempo de reação para o motorista.

O que é a injeção direta?

O sistema de injeção eletrônica chegou ao Brasil no final da década de 1980. Os primeiros modelos eram fabricados com o sistema indireto, naturalmente essa tecnologia passou por algumas mudanças muito positivas. Atualmente, existem sistemas de injeção direta e indireta, cujo funcionamento é similar, mas com algumas diferenças importantes. No caso da injeção direta, as principais diferenças são o local onde o combustível é liberado e a pressão de trabalho. Nesse sistema, a mistura ar/combustível é feita dentro da própria câmara de combustão. Desse modo, para que exista uma mistura homogênea, o combustível precisa ser injetado com maior pressão, de cerca de 150 a 200 bar. Consequentemente, garante uma queima completa do combustível. O sistema de injeção direta também é uma tecnologia Hyundai, que pode ser encontrada, inclusive, no novo motor Turbo GDI, que equipa modelos como o HB20 e HB20S nas versões Sport, Evolution e Diamond, trazendo um melhor desempenho e mais economia.

Quais são as principais diferenças entre injeção direta e indireta?

No tópico anterior, explicamos que os sistemas de injeção direta e indireta funcionam basicamente da mesma forma, mas têm algumas diferenças. A principal delas é o local onde acontece a mistura entre o combustível e o ar. Você viu que, na injeção direta, isso se dá na câmara de combustão; já no caso da injeção indireta, a mistura acontece no sistema de admissão do ar, antes de entrar na câmara de combustão. Assim, apesar de ter a sua eficiência, não proporciona o mesmo desempenho. Isso porque não é possível garantir uma mistura totalmente homogênea quando comparado com a injeção direta. Outra diferença entre injeção direta e indireta é a economia proporcionada. É verdade que, no segundo caso, em comparação com os carburadores, o consumo é menor; porém, na injeção direta de combustível, há uma redução das perdas. Como a pulverização acontece em escala microscópica, há um aproveitamento mais amplo da energia. Essa queima eficiente melhora a performance do motor e também é uma grande aliada do meio ambiente. Afinal, reduz a emissão dos gases poluentes, responsáveis pelo efeito estufa. Então, todo mundo sai ganhando. Não se esqueça de que a escolha entre injeção direta e indireta vai impactar o consumo do seu automóvel, o desempenho do motor, sua elasticidade e agilidade. Considerando as diferenças entre os dois sistemas, a tecnologia direta é mais vantajosa, além de contribuir para a preservação do nosso planeta. Gostou dessas informações? Podemos enviar mais temas interessantes como esse para o seu e-mail. Assine a nossa newsletter para compartilharmos com você!

Sigam as nossas redes:

Veja também