A HYUNDAI MOTOR BRASIL informa que seus veículos são comercializados exclusivamente por meio de sua rede de concessionárias autorizadas e que, portanto, não são vendidos por intermédio de funcionários ou por outros canais. Para informações oficiais, consulte os sites www.hyundai.com.br e www.comprarhyundai.com.br.

Hyundai Feed

Fique por dentro das novidades da Hyundai Motor Brasil

As diferenças entre câmbio automático e manual

Principais opções de transmissão, ambas estão disponíveis nas linhas Hyundai HB20 e Creta; entenda suas principais características.


A transmissão de um automóvel, como o próprio nome já indica, é o sistema responsável por transmitir a força do motor para as rodas de tração. De forma simplificada, é o que faz com que ele entre movimento. Uma das partes mais importantes desse sistema é o câmbio, conjunto de engrenagens que permite variar a proporção da rotação motor em relação ao eixo.
Cultura Coreana
Isso é feito através das várias marchas existentes, permitindo que o veículo atenda à diferentes necessidades de torque e velocidade. Nas subidas ou arrancadas, as marchas mais baixas privilegiam a força, enquanto as marchas mais elevadas permitem uma velocidade maior e também um consumo de combustível menor.

Existem diferentes tipos de transmissão, mas as duas principais são a manual e a automática, ambas presentes nas linhas HB20 e Creta da Hyundai. Veja, a seguir, as principais diferenças entre elas:

CÂMBIO MANUAL

As trocas de marcha são feitas pelo próprio motorista, que precisa acionar a embreagem para desconectar a transmissão do motor e, então, realizar a troca de marcha na alavanca. É importante frisar que, toda e qualquer troca, seja avançando ou reduzindo as marchas, deve ser feita com o uso da embreagem, que deve ser liberada suavemente. Caso contrário, o motorista corre o risco de provocar danos na transmissão e em outros componentes, como o motor.

Câmbio Manual
Outro alerta é que não se deve dar a partida do motor com o câmbio engatado - uma vez que, além de possíveis danos, isso pode fazer o veículo se movimentar e provocar acidentes. Os donos de Hyundai Creta e HB20 não precisam se preocupar com isso, pois contam com a trava de ignição, um sistema de segurança que só permite o acionamento da ignição se o pedal da embreagem estiver pressionada até o final do seu curso - evitando, assim, qualquer imprevisto.

CÂMBIO AUTOMÁTICO

Do ponto de vista mecânico, ele difere do câmbio manual por utilizar um conversor de torque ao invés da embreagem e um sistema de engrenagens planetárias, dentre outras coisas. Na prática, para o motorista, sua operação é mais simples, uma vez que ele não precisa interferir nas trocas de marcha quando seu Hyundai está andando para frente - o pedal da embreagem nem existe.


Câmbio Automático
As operações básicas são feitas alternando as posições da alavanca - o que deve ser feito com o veículo imóvel e com o pedal do freio pressionado. É preciso, também, acionar o botão de destravamento na alavanca.

As posições são:
P – do inglês “parking”, que trava as rodas e impede a movimentação do veículo e deve ser utilizada sempre que o carro estiver estacionado.
R – marcha a ré.
N – posição “neutro”.
D – do inglês “drive”, que faz o veículo se movimentar para frente. As trocas de marcha são realizadas de forma automática.

Por questões de segurança, a ignição do veículo só é acionada com a alavanca posicionada na posição “P” e o pedal do freio pressionado.

O câmbio automático dos Hyundai HB20 e Creta possui seis marchas à frente e conta com o recurso das trocas sequenciais por meio da alavanca, oferecendo mais prazer ao dirigir - já que o motorista pode desfrutar de uma sensação de maior controle sobre o veículo - e também segurança em descidas - já que, nessa situação, é recomendável usar marchas reduzidas para controlar a velocidade do carro, para não sobrecarregar o sistema de freios.